compre aqui seu ingresso

 

 

 

Dia 2, quinta, 20h  

 

ORQUESTRA SINFÔNICA BRASILEIRA – SÉRIE TOPÁZIO

 

Lee Mills, regência

Mason Bates, DJ

 

 

Programa:

Benjamin Britten – Peter Grimes | Quatro Interlúdios Marítimos, Op. 33ª

Mason Bates – Liquid Interface

Mason Bates – Nave Mãe

Claude Debussy – O Mar

 

 

 

 

Preços:

 

Frisas e Camarotes – R$ 1.050,00
Balcão Nobre – R$ 140,00
Plateia – R$ 100,00
Balcão Superior – R$ 60,00 
Galeria – R$ 20,00

 

== = = = = = = = = = = = = = = = = == = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = =============== = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = =

 

 

Dia 04, às 16h

 

 

 

ORQUESTRA PETROBRAS SINFÔNICA – SÉRIE PORTINARI

 

 

Felipe Prazeres, regente

 

Pablo Rossi, piano

 

 

Programa:

 

Mateus Freire – Abertura – Obra comissionada pela Orquestra Petrobras Sinfônica

 

Ludwig Van Beethoven – Concerto para piano nº 5 “Imperador”, op. 73

 

Pyotr Ilyich Tchaikovsky  – Sinfonia nº 1 "Sonhos de inverno" em sol menor, op. 13

 

 

Preços:


Frisa e Camarote – R$
576,00
Plateia e Balcão Nobre – R$ 96,00
Balcão Superior – R$ 50,00
Galeria – R$ 20,00

 

 

 == = = = = = = = = = = = = = = = = == = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = =============== = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = =

 

Dia 5, às 11:30*

 

DOMINGO NO MUNICIPAL – ORQUESTRA BARROCA DA UNIRIO

 

 

Seguindo uma tendência que vem ganhando o mundo desde a década de 1950, a Orquestra Barroca da UniRio – OBU (Projeto de Extensão da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro) procura recriar o ambiente sonoro intimista e diversificado dos séculos XVII e XVIII.  Para isso, desde 2002, utiliza cópias fiéis de instrumentos do período barroco, com suas características particulares reproduzidas com obsessiva atenção.  A ideia é proporcionar ao público a experiência de uma volta ao nosso passado sonoro, reestabelecendo o equilíbrio entre os timbres orquestrais originais, e evocando o universo musical que circundava os compositores deste período.

 

Orquestra Barroca da UniRio

Direção Artística – Laura Rónai

 

Participação Especial – Coro Juvenil da UniRio

Regência – Isabela Freitas

Orientação e Coordenação Musical – Julio Moretzsohn

 

Programa:

Georg Philipp Telemann – Hamburger Ebb und Flut (Música Aquática) em dó maior, TWV 55:C3 (1723)

Georg Philipp Telemann – Suíte em lá menor, TWV55:A3 (1735), para flauta doce e cordas

Dietrich Buxtehude – Jesu, meines Lebens Leben em ré menor, BuxWV 62  (1680), para vozes e orquestra

Antonio Vivaldi – Concerto em sol menor (para a Orquestra de Dresden), RV 577 (1742)

Antonio Vivaldi – Magnificat em sol menor, RV 610 (1713), para solistas, coro e orquestra

 

Preço único – R$ 10,00

 

(*) Vale lembrar que, mesmo na sessão matinal, não é permitida a entrada de pessoas trajando bermuda, short, top, camiseta sem manga e chinelos, exceto crianças até 10 anos.

 

== = = = = = = = = = = = = = = = = == = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = =============== = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = =

 

 

Dias 10, 14, 15, 17 e 18 às 20h

Dias 11 e 12 às 17h

 

O LAGO DOS CISNES

BALLET E ORQUESTRA SINFÔNICA DO THEATRO MUNICIPAL

 

  

Música – Piotr Tchaikovsky

Coreografia – Yelena Pankova

Coreógrafa Assistente – Gisèle Santoro

Com base na criação original de Marius Petipa e Lev Ivanov

Regência – Javier Logioia Orbe

 

Em comemoração pelos 80 anos de existência do Ballet do Theatro Municipal, o Corpo de Baile e a Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal apresentam O Lago dos Cisnes, mais famoso e popular dos balés românticos. Com música de Piotr Tchaikovsky, a montagem é uma versão coreográfica de Yelena Pankova, criada especialmente para o BTM, em 2006, e que teve como base a criação original dos coreógrafos Marius Petipa (1º e 3º atos) e Lev Ivanov (2º e 4º atos), de 1894. Divisor de águas na história do balé clássico, ao trazer uma série de inovações ao gênero – como os trajes tutus, para facilitar os movimentos de maior técnica exigidos pela coreografia às bailarinas –, O Lago dos Cisnes fez sua estreia em 1877, com coreografia de Julius Reisinger, para o Teatro Bolshoi de Moscou. O Ballet do Theatro Municipal foi a primeira Companhia na América do Sul a apresentar os quatro atos de O Lago dos Cisnes, em 1959, sob a remontagem de Dona Eugenia Feodorova d'après Petipa e Ivanov, tendo como protagonistas as estrelas Bertha Rosanova e Aldo Lotufo.

 

Primeiros bailarinos – Claudia Mota, Márcia Jaqueline, Karen Mesquita, Cícero Gomes, Filipe Moreira e Moacir Emanoel

 

Solistas principais Carolina Neves, Deborah Ribeiro, Mel Oliveira, Priscila Albuquerque, Priscilla Mota, Anderson Dionisio, Carlos Cabral, Diego Lima, Edifranc Alves, Joseny Coutinho, Murilo Gabriel, Rodrigo Negri e Wellington Gomes

 

 

Escala de Solistas – Odette / Odile e Príncipe Siegfried

 

Claudia Mota e Filipe Moreira (10 e 15 de junho)

Márcia Jaqueline e Moacir Emanoel (11 e 18 de junho)

Karen Mesquita e Diego Lima (12 e 14 de junho)

Mel Oliveira e Murilo Gabriel (17 de junho)

 

 

Escala de Solistas – Bobo da Corte

 

Cícero Gomes (10, 11, 12 e 18 de junho)

Rodrigo Negri (14 e 17 de junho)

Wellington Gomes (15 de junho)

 

Patrocínio:

SICPA Brasil Tintas e Sistemas de Segurança

 

Apoio:

CVC Viagens e Turismo‎

Hotéis Othon

O Globo

Rádio SulAmérica Paradiso

Livraria da Travessa

Rádio MEC

MAC Cosmetics

Só Dança

 

Preços:


Frisas e Camarotes – R$
600,00

Plateia e Balcão Nobre – R$ 100,00

Balcão Superior – R$ 72,00

Galeria – R$ 36,00

  

 

 

 

 == = = = = = = = = = = = = = = = = == = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = =

 

Dia 12, às 11:30*

DOMINGO NO MUNICIPAL

 

ESCOLA ESTADUAL DE DANÇA MARIA OLENEWA

 

 

Primeira e mais importante instituição de ensino de balé no País, a Escola Estadual de Dança Maria Olenewa, pertencente à Fundação Teatro Municipal RJ, completou 89 anos de trabalhos ininterruptos em 2016. A fundação em 21 de abril de 1927 foi resultado do esforço da artista que dá nome à escola, que tinha enorme eficiência técnica e prestigio como primeira bailarina da Companhia de Dança Ana Pavlova, da Rússia. Ao longo de sua tradição, a Escola de Dança formou os primeiros bailarinos do Theatro Municipal Nora Esteves, Aurea Hammerli, Claudia Mota, Márcia Jaqueline e Cícero Gomes, além de outras artistas de sucesso como Márcia Haydée, que foi um dos principais nomes do Ballet de Stutgart, da Alemanha, e de Roberta Marques, que brilha como primeira bailarina do Royal Ballet, de Londres.

 

Programa:

  • Fantasia Brasileira – Música L.M. Gottschalk | Coreografia Eric Frederic

  • O Corsário, pas de deux: Adagio e Coda  –  Música R. Drigo | Coreografia M. Petipa

  • Très Jolie  – Música E. Waldteufel | Coreografia Paula Albuquerque

  • Pas de Deux Húngaro –  Música J. Brahms | Coreografia Vassili Sulich

  • Valsa de Coppélia  –  Música Leo Delibes | Coreografia Vitor Ciattei

  • Hindus, do ballet La Bayadère – Música L. Minkus | Coreografia M. Petipa

  • Mozart – Música da ária Voi che sapete, da ópera As Bodas de Fígaro | Coreografia Dalal Achcar

  • Mazurka – Música L. Minkus | Coreografia Silvana Andrade

  • Composição – Música Marcelo Benedetto | Coreografia Consuelo Rios

 

Direção – Maria Luisa Noronha

 

Preço único – R$ 10,00

 

(*) Vale lembrar que, mesmo na sessão matinal, não é permitida a entrada de pessoas trajando bermuda, short, top, camiseta sem manga e chinelos, exceto crianças até 10 anos.

 == = = = = = = = = = = = = = = = = == = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = =  = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = =

 

 

Dia 16, às 20h

 

JERUSALEM FESTIVAL CHAMBER ENSEMBLE com ELENA BASHKIROVA, piano

 

SÉRIE CONCERTOS INTERNACIONAIS – DELL’ARTE

 

 

Elena Bashkirova, piano

 

 

Tanto em suas apresentações anuais em Jerusalém, em um festival que celebra a atmosfera artística e espiritual da cidade, quanto em turnês mundiais, Elena Bashkirova e a orquestra de câmara vêm imprimindo, desde 1998, um toque distinto no cenário internacional da música clássica. Uma bela combinação de entusiasmo e pragmatismo musical.

 

 

Programa:

 

  • Beethoven Trio Nº 4 em Si bemol maior para clarineta, violoncelo e piano, Op. 11

  •  

  • Hindemith Quarteto para clarineta, violino e violoncelo

  •  

  • Bartók Contrastes para clarineta, violino e piano, Sz. 111

  •  

  • Schubert Trio em Si bemol, op. 99 D. 898

 

 

 

Preços:

  • Frisa e Camarote – R$ 2.520,00

  • Plateia e Balcão Nobre – R$ 420,00

  • Balcão Superior – R$ 200,00

  • Galeria – R$ 110,00

  • Galeria Promocional – R$ 50,00 

 

=======================================================================================================================

 

Dia 18, às 16h

 

GIDON KREMER & KREMERATA BALTICA

 

SÉRIE CONCERTOS INTERNACIONAIS – DELL’ARTE

 

 

 

 

 

Gidon Kremer, violino

 

Quando venceu a Competição Tchaikovsky, em Moscou, aos 23 anos, Gidon Kremer foi definido pelo maestro Herbert von Karajan (1908 – 1989) como o maior violinista do mundo. Com repertório amplo e rico, Kramer é reconhecido como o solista internacional que mais explorou compositores contemporâneos nos últimos 30 anos.

 

Kremerata Baltica

 

Formada por extraordinários jovens músicos, a Kremerata Báltica tem integrantes da  Letônia, Lituânia e Estônia.  Além de prêmios importantes, a Kremerata Báltica tem discos gravados com Gidon Kremer e vem realizando apresentações com celebrados solistas, como a soprano Jessye Norman, a pianista Martha Argerich, os violoncelistas Mischa Maisky e Yo Yo Ma, entre muitos outros. Também tem se apresentado com maestros importantes, como Sir Simon Rattle, Kent Nagano, Vladimir Ashkenazy.

 

 

Programa:

 

Beethoven –  Quarteto de cordas “Serioso”

Schumann / Koering – Concerto para violino, cordas e tímpanos

Raskatov – Seasons Digest

Piazzolla / Desyatnikov – Quatro porteño

 

 

Preços:

·     Frisa e Camarote – R$ 3.000,00

·     Plateia e Balcão Nobre – R$ 500,00

·     Balcão Superior – R$ 240,00

·     Galeria – R$ 120,00

·     Galeria Promocional – R$ 50,00

 

== = = = = = = = = = = = = = = = = == = = = = = ======== = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = == = = = =  = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = =

 

 

Dia 19, às 19h

 

MICHEL CAMILO

SERIE JAZZ ALL NIGHTS – DELL’ARTE

 

 

MICHEL CAMILO

 

 

Camilo transita por vários gêneros, desde os clássicos até a música popular. Ele já dividiu o palco com astros de renome como George Benson, Gloria Estefan e Celia Cruz. Além disso, já tocou com algumas das mais prestigiadas orquestras sinfônicas do mundo, como a Los Angeles Philharmonic, Copenhagen Philharmonic e a Orchestre National d’Lyon.

 

Desde 1985, quando estreou no Carnegie Hall, é convidado para apresentações nos cinco continentes, maravilhando a todos com seu talento e sua grande paixão pela música. Os prêmios Grammy, Grammy Latino e Emmy são apenas demonstrações de seu prestígio internacional.

 

 

Preços:

  • Frisa e Camarote – R$ 1.500,00

  • Plateia e Balcão Nobre – R$ 250,00

  • Balcão Superior – R$ 150,00

  • Galeria – R$ 80,00

  • Galeria Promocional – R$ 50,00

=======================================================================================================================

 

 

De 20 a 26 de junho

III SEMANA DO VIOLINO – A MÚSICA BRASILEIRA DE CONCERTO

De 20 a 25 de junho – Palestra às 19h, Concerto às 20h.

Dia 26 de junho – Concerto às 18h.

 

 

 

A III Semana do Violino terá programação, ao longo de sete dias, constituída de concertos precedidos por palestras de uma hora de duração, ministradas por compositores e intérpretes como André Cardoso, Andréia Carizzi, Ricardo Amado, Mariana Salles, Adonhiran Reis e Paulo Bosísio. Neste ano, a III Semana do Violino vai ser dedicada à música brasileira de concerto.  O evento – com produção e direção artística do violinista Ayran Nicodemo, integrante da Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal – vai traçar um breve panorama da música composta para diferentes formações, desde o século XIX até os dias de hoje, tendo o violino como um dos personagens principais.

 

A Semana do Violino possui dois objetivos muito bem definidos: promover a cultura violinística, e aproximá-la do dia a dia das pessoas. E é com o foco didático que as palestras antes de cada concerto têm sua razão de ser. É necessário compartilhar seu universo, seu contexto, concomitante à prática musical, permitindo assim que os cariocas possam usufruir e se apropriar do tesouro que é este patrimônio secular da humanidade

 

 

Preço – R$ 20,00

 

Local –  Sala Mário Tavares / Prédio Anexo (159 lugares) 

 

 =======================================================================================================================

 

 

 

Dia 25, sábado, às 16h

ORQUESTRA SINFÔNICA BRASILEIRA – SÉRIE TURMALINA

 

 

 

Federico Colli , piano

 

Neil Thomson, regência

 

Programa:

Ludwig van Beethoven – Sonata nº 22 em Fá maior, Op. 54

Sergei Rachmaninoff – Concerto para Piano nº 3 em ré menor, Op. 30

Zoltán Kodály – Danças de Marosszék

Carl Nielsen – Sinfonia nº 2, Op. 16 – “Os Quatro Humores”

 

 

Preços:

Frisas e Camarotes – R$ 1.050,00
Balcão Nobre – R$ 140,00
Plateia – R$ 100,00
Balcão Superior – R$ 60,00 
Galeria  R$ 20,00

 

Os ingressos para frisas e camarotes são vendidos somente na bilheteria do Theatro Municipal. Os ingressos para plateia, balcão nobre, balcão superior e galeria também podem ser adquiridos através dos pontos de vendas telefônicas, remotas e do “site” da INGRESSO.COM, cuja operação seja a retirada de bilhetes na Bilheteria do Theatro Municipal, deverão ser  entregues na entrada do Salão Assyrius – acesso Av. 13 de maio (Boulevart ), no período de 01 (uma) hora de antecedência da abertura do espetáculo.

 

Horário da bilheteria: 

Segunda a sexta, sábados, domingos e feriados --10h às 18h.

Nos dias de espetáculos, das 10h até a hora do início da apresentação.


Não é permitida a entrada de pessoas trajando bermuda, short, top, camisa sem manga e chinelos.
Bilheteria: Boulevard (entrada Rua Evaristo da Veiga)

 

mapa