Programação

455x214 Buenos Aires

OS MELHORES DO TANGO NO MUNDO  

Tributo Sinfônico aos mestres Piazolla, Mariano Mores e Gardel 

O Brasil receberá em 2019 a nova edição do espetáculo UMA NOITE EM BUENOS AIRES, que está há mais de 40 anos excursionando o mundo com sucesso absoluto. As apresentações acontecerão nos dias 19 de Setembro no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, 21 de Setembro em Vitória-Espaço Patrick Ribeiro  e 22 de Setembro em São Paulo no Teatro Bradesco.

O espetáculo, que reúne o que há de melhor da música e dança argentina, tem direção musical do maestro CARLOS BUONO (extraordinário solista, destaque com as mais importantes orquestras sinfônicas do mundo, atualmente excursionando como convidado especial nos espetáculos de André Rieu, e ganhador dos Prêmios SADAIC / Bandoneon de Ouro,) e seu Tango Sinfônico, formado por maestros virtuoses e magníficos.

SET 19, quinta - 20h30
Djanira 4_455x214

Orquestra Petrobras Sinfônica abre a série Djanira

Sobre a Orquestra Petrobras Sinfônica

Aos 47 anos, a Orquestra Petrobras Sinfônica se consolida como uma das mais conceituadas do país e ocupa um lugar de prestígio entre os maiores conjuntos musicais da América Latina. Criada pelo maestro Armando Prazeres, a orquestra conta com uma formação de mais de 80 instrumentistas e tem como Diretor Artístico e Regente Titular o maestro Isaac Karabtchevsky, o mais respeitado regente brasileiro e um nome consagrado no panorama internacional.

Modelo de gestão: A Associação Orquestra Pró Música do Rio de Janeiro, entidade que administra a orquestra, possui uma proposta administrativa inovadora, sendo a única orquestra do país gerida por seus próprios músicos.  

SET 20, sexta - 20h00
madelaine_455x214

A cantora americana retorna ao Brasil para divulgar “Anthem”,
o mais ambicioso álbum de sua bem-sucedida trajetória musical,
e também mostrar vários de seus maiores sucessos. 

Nove álbuns e 23 anos desde a sua estreia discográfica, a cantora e compositora americana Madeleine Peyroux continua a desafiar os limites do jazz, aventurando-se nos campos férteis da música contemporânea com uma curiosidade contínua que a faz flertar com vários gêneros musicais de forma criativa e inspirada. Sua fusão de jazz, blues, folk, soul-funk e pop reflete uma personalidade incomum e cativante.

SET 21, sábado - 20h30 e SET 22, domingo - 20h00
Coppelia_455x214

Coppélia retorna aos palcos do Theatro Municipal após cinco anos

Ballet terá Dalal Achcar na direção artística do espetáculo, com a consagrada coreografia de Enrique Martinez

O espetáculo Coppélia retorna aos palcos da casa dia 28 de setembro. A obra, com música composta por Léo Delibes, terá sua ‘rentrée’ em grande estilo. Um dos poucos ballets na linha cômico-sentimental, Coppélia, que estreou em 1870, na Ópera de Paris, continua cativando o público com sua história baseada no conto “Der Sandmann” – O Homem de Areia – de E.T.A. Hoffman.

Em três belos atos, conta a atração súbita de Franz, noivo de Swanilda, uma bela jovem de uma aldeia da Cracóvia, por outra moça que é vista frequentemente na varanda da casa do Dr. Coppelius, um extravagante artesão de brinquedos, com fama de bruxo.

SET 28 e 29, sábado e domingo - 17h00/OUT 01, 02 e 04, terça, quarta e sexta - 19h00/OUT 05 e 06, sábado e domingo - 17h00/ OUT 07, segunda - 14h00
OS_Montreal 455x214

Kent Nagano, regente
Veronika Eberle, violino

Fundada em 1934, a Sinfônica de Montreal conquistou reputação internacional através de uma centena de gravações e mais de 40 turnês, grande parte delas dirigidas por seu ex-diretor musical Charles Dutoit. Kent Nagano, diretor musical e regente titular desde 2006, deu sequência ao notável trabalho de Dutoit, com uma programação inovadora atualizando assim o repertório da orquestra. Como convidada, a violinista alemã Veronika Eberle que, aos 30 anos, se apresenta com um Stradivarius, e já se inscreve entre as grandes do instrumento.

OUT 03, quinta - 20h00
Pires455x214

Uma das grandes pianistas da atualidade, Maria João Pires fez a sua primeira apresentação pública aos 4 anos e
iniciou os estudos de música e piano com Campos Coelho e Francine Benoît, continuando mais tarde na Alemanha,
com Rosl Schmid e Karl Engel. Além de seus shows, ela fez gravações para Erato por quinze anos e Deutsche
Grammophon por vinte anos.
Desde os anos 1970, ela se dedicou a refletir sobre a influência da arte na vida, na comunidade e na educação,
tentando descobrir novas formas de estabelecer essa maneira de pensar na sociedade. Ela buscou novos caminhos
que, respeitando o desenvolvimento dos indivíduos e das culturas, estimulem o compartilhamento de idéias. Em
1999, criou o Centro de Estudos das Artes de Belgais em Portugal. Ela ampliou o alcance dessa filosofia para

OUT 09, quarta - 20h00
Jazzmeia Horn455x214

A mais empolgante descoberta do jazz dos últimos anos!

Jazzmeia Horn é o futuro do Jazz!” — Larry Rosen
Indicada para o Grammy, a jovem vocalista Jazzmeia Horn, hoje com 27 anos, explodiu para o sucesso em 2015, ao vencer o Concurso Thelonious Monk. De lá para cá, sua carreira só fez crescer e agregar à sua arte uma maturidade vocal e uma confiança que fazem dela um fenômeno raro no cenário do jazz.

Jazzmeia é uma digna sucessora de nomes como Sarah Vaughan, Abbey Lincoln e Betty Carter. Por estranho que possa parecer, Jazzmeia Horn não é um nome artístico, mas seu nome de registro. Predestinação? Quem sabe?…

Buscando definir o seu canto, a publicação JazzTimes destaca que “sua vivacidade, imaginação e coragem, além de sua compreensão sociopolítica, ecoam os gostos de Betty Carter e Abbey Lincoln.”

OUT 11, sexta - 20h00
OSB455x214

Orquestra Sinfônica Brasileira realiza o quarto concerto da Série em Foco no Theatro Municipal 

“Série em Foco 4”

A Orquestra Sinfônica Brasileira apresenta o concerto “Série em Foco 4”, quarto da série. A regência estará a cargo do Maestro Neil Thomson, contando com a presença dos pianistas Leonardo Hilsdorf e Cristian Budu.

Neil Thomson, regência

Leonardo Hilsdorf e Cristian Budu, piano

OUT 12, sábado - 20h00
lizette455x214

Única apresentação dia 13 de outubro, domingo, às 17h00

Lisette Oropesa, um dos mais aclamados sopranos coloratura, virá ao Rio para a série ‘Grandes Vozes no Rio de Janeiro’
A Artista, que se apresentará dia 13 de outubro no Theatro Municipal, ministrará uma masterclass gratuita

Lisette Oropesa, um dos mais requisitados sopranos coloratura da atualidade, é o terceiro nome da série “Grandes Vozes no Rio de Janeiro”, no Theatro Municipal. Filha de cubanos, nascida em New Orleans, Lisette começou sua carreira no Metropolitan Opera House, em Nova York, onde já fez mais de 100 apresentações. Foi aplaudida nos mais importantes teatros da Europa e dos Estados Unidos. Acompanhada pela Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal, ela interpretará árias de Donizetti, Bellini, Puccini, Gounod e Massenet.

OUT 13 , domingo - 17h00
OSB_espenha_455x214

Orquestra Sinfônica Brasileira realiza concerto da Série Mundo Espanha no Theatro Municipal 

A Orquestra Sinfônica Brasileira apresenta o concerto Uma Celebração Brasil – Espanha, sexto da sua Série Mundo. A regência estará a cargo do Maestro Roberto Tibiriçá e o solista é o violonista espanhol Daniel Casares. O concerto é realizado em parceria com o Consulado Geral da Espanha no Rio de Janeiro.

Orquestra Sinfônica Brasileira

Série Mundo “Uma Celebração Brasil – Espanha”

Roberto Tibiriçá, regência

Daniel Casares, violão

OUT 30, quarta - 20h00
Kataklo455x214
KATAKLÒ ATHLETIC DANCE THEATRE
Eureka
Eureka (do grego “encontrei”) reporta-se à famosa exclamação do matemático grego Arquimedes, bradada para celebrar e dividir com o seu povo uma descoberta surpreendente que acabara de ocorrer!
É com essa mesma força do antigo pensador grego que Giulia Staccioli transmite sua visão reelaborada e inédita de Ideia e o desejo de compartilhar com seu público a busca de um movimento novo, expressivo, intenso, teatral, sempre imediatamente compreensível e apreciado por todos.

NOV 01, sexta - 20h00/NOV 02, sábado - 20h00/NOV 03, domingo - 15h00
English455x214

Sir John Eliot Gardiner, regente

Fundado há cerca de 50 anos por John Eliot Gardiner, o Monteverdi Choir expandiu-se para incluir o English Baroque Soloists e, posteriormente, a Orchestre Révolutionnaire et Romantique. Conjuntos se tornaram referências mundiais na interpretação do Barroco.
Gardiner e seus conjuntos são ainda exímios intérpretes das óperas e oratórios do período.
No programa obras de Monteverdi, Scarlatti, Purcell e Carissimi.

NOV 07, quinta - 20h00
Hibla 455x214

Única apresentação dia 15 de novembro, sexta, às 17h00

O Soprano Hibla Gerzmava encerra a primeira temporada da série ‘Grandes Vozes no Rio de Janeiro’
A cantora russa fará sua estreia no Brasil, em novembro, sob a regência de Ira Levin

No último dos quatro concertos programados para 2019 pela série “Grandes Vozes no Rio de Janeiro”, do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, o encerramento caberá ao soprano  Hibla Gerzmava, acompanhada pela Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal, no dia 15 de novembro, às 17h. A artista russa cantará pela primeira vez no Brasil, regida pelo maestro Ira Levin. No programa, árias de óperas dos compositores italianos Verdi, Bellini, Donizetti e Cilea.  

NOV 15, sexta - 17h00
Portinari 4_455x214

Isaac Karabtchevsky, regente
Nelson Freire, piano

LUDWIG VAN BEETHOVEN

Concerto para piano nº 5, em Mi bemol maior, Op.73 “Imperador”

I. Allegro
II. Adagio um poco moto
III. RONDO | Allegro

JOHANNES BRAHMS

Sinfonia nº 2, em Ré maior, Op.73

I. Allegro non troppo
II. Adagio non troppo
III. Allegretto grazioso
IV. Allegro com spirito

NOV 16, sábado - 16h00