Programação – Theatro Municipal do Rio de Janeiro

Programação

compositores_juntos_com nomes 455x214

O Theatro Municipal do Rio de Janeiro apresenta, no mês de agosto, dentro de sua agenda oficial, o espetáculo Joias da Ópera, com estreia na sexta-feira, dia 24, às 19h30, e uma segunda récita no domingo, dia 26, às 17h.

O programa, composto por aberturas e cenas de conjunto de variados títulos do repertório lírico, dá continuidade à colaboração entre o Theatro e a Orquestra Sinfônica Brasileira. Desta vez, a OSB se apresentará com os solistas do Coro do Municipal, sob a regência do diretor e maestro titular, Jésus Figueiredo.

AGO 24 - 19h30 e 26 - 17h
vivaldi

Sob a regência do maestro titular, Claudio Cruz, que fará também os solos de violino de As Quatro Estações, a Orquestra e o Coro do Theatro Municipal,  em formação de câmara, atuarão à frente da cortina. 

O programa, que será apresentado em récita única, traz dois títulos de apelo imediato e universal. Das mais de 200 composições para violino, escritas por Antonio Vivaldi, As Quatro Estações são, sem dúvida, a obra mais lembrada pelo público de hoje. Esse conjunto de quatro concertos para violino e orquestra, composto em 1723 – cada um com três movimentos e duração de cerca de dez minutos – descreve com clareza as nuances de cada estação do ano.

O Glória da Missa Latina, em doze sessões variadas, constitui a peça coral mais famosa de Vivaldi. A obra foi composta em Veneza, provavelmente em 1715, para o coro do Ospedale della Pietà, um orfanato para meninas, onde o compositor, que também era sacerdote, professor de música e violinista, passou grande parte de sua vida. 

AGO 26 - 11h30
Dresden Site Municipal 455 x 214

Fundada em 1870, a grande orquestra de Dresden é um símbolo de resistência e tenacidade. Grande propulsionadora de autores do romantismo alemão, trouxe para seu palco, além destes artistas, os já expoentes Tchaikovsky, Dvorák entre tantos. Pioneira nas turnês ao estrangeiro, a agenda da orquestra é carregada de compromissos, sempre com os mais importantes regentes convidados. Foi dirigida por Rafael Frühbeck de Burgos.

SET 05 - 20h
JUNGE DEUTSCHE PHILHARMONIE Reduzido

Criada em Frankfurt em 1974, a Junge Deutsche Philharmonie desempenha um papel fundamental na construção da carreira dos mais importantes estudantes dos conservatórios alemães.

Formação de grande classe e envergadura mundial, é dirigida pelo britânico Jonathan Nott. Os mais de 100 componentes, com idades entre 18 e 28 anos, tocam com inacreditável frescor, entusiasmo e profissionalismo raros de serem encontrados nas orquestras jovens, podendo ser colocada dentre as melhores do mundo.

SET 10 - 20h
piaf

Um show grandioso com canções maravilhosamente interpretadas, celebrando a vida e música da lendária Edith Piaf. Com mais de 300 apresentações em 50 países, Piaf! O Show já foi assistido por um milhão de espectadores.

SET 17 - 20h
Foto 07 - Yuja Wang

Apaixonada pelos românticos, Yuja domina como poucos o seu repertório, imprimindo às suas interpretações a mais bela sonoridade e uma sensualidade dos nossos dias.

A consagrada pianista, virtuose desde criança, cuja técnica e inteligência musical faz as plateias do mundo vibrarem, tem igual sucesso no universo da moda, onde é reverenciada como ícone de elegância e um fenômeno nas redes sociais.

OUT 04 - 20h
portinari

Eduardo Strausser, regência Ricardo Amado, violino

 

Programa:

 

CLAUDE DEBUSSY

  • Prelúdio à tarde de um Fauno

 

ALBAN BERG

  • Concerto para Violino e Orquestra

 

JOHANNES BRAHMS

  • Sinfonia nº 4 em mi menor, Op. 98
OUT 6 - 16h
portinari

Isaac Karabtchevsky, regência Hugo Pilger, violoncelo

 

Programa:

 

HEITOR VILLA-LOBOS

  • Sinfonia n° 6 – Sobre as linhas das montanhas
  • Fantasia para violoncelo e orquestra

 

MAURICE RAVEL

  • Pavane pour une Infante Défunte – Pavana para uma Princesa Morta
  • Daphnis et Chloé: Suite n° 2
NOV 24 - 16h