cedor

Sobre o CEDOC

Missão

Coletar, preservar, pesquisar e divulgar o acervo do Theatro Municipal do Estado do Rio de Janeiro, disponibilizando-o ao público e aos setores internos da instituição responsáveis pelos espetáculos produzidos pela Fundação Teatro Municipal do Rio de Janeiro.

Valores

  • Preservação e valorização do patrimônio cultural fluminense.
  • Compromisso com a preservação da história e da memória do Theatro Municipal do Rio de Janeiro.
  • Responsabilidade com a disseminação de conhecimentos e informações relativos ao Theatro Municipal do Rio de Janeiro e suas produções.

Visão de Futuro

Ser referência na preservação e gestão da documentação relativa à história e à memória do Teatro Municipal do Rio de Janeiro, projetando-o como um dos principais centros de informação sobre artes cênicas e espetáculos do país.

Histórico

O Centro de Documentação da Fundação Teatro Municipal do Rio de Janeiro concentra cerca de 70 mil peças, reunindo acervo museológico, bibliográfico e documental.

Sua história remonta ao ano de 1942, quando o pintor Eliseu Visconti – responsável por diversas obras de decoração do Theatro Municipal – doou, à então Prefeitura do Distrito Federal, seus estudos para fins de visitação pública.

Em 20 de janeiro de 1950, a Prefeitura do Distrito Federal instalou no Salão Assyrio do Theatro Municipal, o Museu dos Teatros do Rio de Janeiro, criado pela Lei 425 de 28 de novembro de 1949. A abertura do museu ao público se deu em 2 de abril de 1951.

museu-dos-teatros

 

Pouco antes do fechamento do Theatro Municipal para obras, em 1976, o Museu dos Teatros passou à administração da Fundação Estadual de Museus do Rio de Janeiro – FEMURJ, e foi reinstalado na Rua São João Batista, 105, no bairro de Botafogo.

Em 1986, paralelamente às atividades do Museu dos Teatros, a direção do Theatro Municipal criou o Centro de Documentação – CEDOC.

Entre 2008 e 2013 o acervo do Museu dos Teatros foi preparado para retornar ao Theatro Municipal e, em 17 de outubro de 2013, foi publicada a doação do acervo do Museu dos Teatros à Fundação Teatro Municipal do Rio de Janeiro. A partir daí, toda a documentação referente à história do Theatro Municipal e de seus espetáculos, acumulada pela governadoria fluminense durante mais de meio século, passou a se concentrar no Centro de Documentação da FTM/RJ.