bastidores_1690x360_t

Créditos e Equipe

 

Governo do Estado do Rio de Janeiro

Governador

Wilson Witzel

Vice-Governador

Cláudio Castro

Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa

Secretária de Cultura e Economia Criativa

Danielle Christian Ribeiro Barros clique na seta para detalhes
Danielle Christian Ribeiro Barros

Danielle Christian Ribeiro Barros

Funcionária de carreira da educação do Rio de Janeiro, Danielle Barros é professora e atuou em todo estado do Rio como Delegada Federal de Desenvolvimento Agrário, conhecendo todos os 92 municípios e suas particularidades. Apaixonada por toda cultura fluminense e seus museus, quilombos, festivais e artes, foi convidada pelo governador Wilson Witzel para assumir a Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio com a missão de redemocratizar o acesso à cultura, dando oportunidade para todos acompanharem peças, teatros, filmes e demais movimentos artísticos e aumentando a geração de emprego e renda com uma economia criativa e pulsante em todos os municípios. Possui graduação em Pedagogia pela Universidade do Estado do Rio Janeiro. Foi Delegada Federal do Desenvolvimento Agrário, exerceu a função de Assessora Institucional da Secretaria Municipal de Educação do município de Duque de Caxias na área de desenvolvimento de projetos multidisciplinares ,envolvendo , além da educação formal, cultura, oportunidade e incentivo ao empreendedorismo. Tem experiência na área de políticas públicas relacionadas à Educação do Campo e Agricultura Familiar. Atualmente exerce a função de Subsecretária de Cultura da cidade do Rio de Janeiro. (Texto informado pelo autor) Formação Acadêmica/Titulação Mestrado em andamento em Educação Agrícola (Conceito CAPES 3). Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, UFRRJ, Brasil. Título: No Tabuleiro: Educação do Campo X Políticas Públicas para Agricultura Familiar, Orientador: Ana Maria Dantas Soares. Coorientador: Lia Maria Teixeira de Oliveira. Especialização em Psicomotricidade. (Carga Horária: 360h). Universidade Candido Mendes, UCAM, Brasil. Título: A Psicomotricidade na Pré-Escola. Graduação em Pedagogia. Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil. Título: Formação Continuada para os Professores de Educação Infantil na Cidade do Rio Janeiro. Orientador: Marisa Peixoto. Formação Complementar: PNAE e Agricultura Familiar Ead. (Carga horária: 40h). Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação, FNDE, Brasil. Organização Partidária. (Carga horária: 8h). Fundação 1° de maio, FPM, Brasil. Formação Continuada em Conselhos Municipais de Educação. (Carga horária: 8h). Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, UFRRJ, Brasil. Contação de História. (Carga horária: 8h). Secretaria Municipal de Educação – Duque de Caxias, SME-DC, Brasil. Doces de letras: literatura infantil e prazer nas sala de aula. (Carga horária: 8h). Secretaria Municipal de Educação – Duque de Caxias, SME-DC, Brasil. Estudos Adicionais com aprofundamento na àrea de Educação Especial. (Carga horária: 360h). Instituto De Educação Governador Roberto Silveira, IEGRS, Brasil. Nome em citações bibliográficas BARROS, D. C. R. Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/4171244064611603 Última atualização do currículo em 12/11/2019 Possui graduação em Pedagogia pela Universidade do Estado do Rio Janeiro. Foi Delegada Federal do Curso de Estudos Adicionais com aprofundamento na Área de Pré – Escolar. (Carga horária: 360h). Instituto De Educação Governador Roberto Silveira, IEGRS, Brasil.



Fundação Teatro Municipal do Rio de Janeiro

Presidente

Aldo Mussi Teixeira clique na seta para detalhes

Aldo Mussi Teixeira

Aldo Mussi Teixeira

Aldo Mussi Lopes Teixeira vem somando à sua carreira de gestor público, direcionada em sua maior parte para a área cultural, cargos assumidos com destacada atuação na área de marketing e de gerência executiva. Natural de Macaé, Mussi, de 54 anos, foi secretário municipal de Cultura e Turismo de sua cidade. Como empresário, tornou-se diretor da Rádio 95 FM Macaé. Exerceu a diretoria de marketing da TurisRio e foi subsecretário de Estado de Cultura do Rio de Janeiro antes de tornar-se vice-presidente da Fundação Teatro Municipal, função que acumulou com a presidência interina do dia 1º de janeiro de 2019 até o dia 1º de fevereiro, quando foi efetivado como presidente da FTM. Nesse período, Mussi também  ocupou o cargo de diretor-geral da Sala Cecília Meireles até 16 de setembro de 2019. Bacharel em Artes pela Universidade do Rio de Janeiro (UniRio), apaixonado por música erudita e ópera, Aldo igualmente direcionou sua vocação artística para incentivar a atividade cinematográfica fluminense. Foi fundador do Festival de Cinema de Búzios e diretor do Centro Cultural Rio Cine e do Rio Cine Festival. Colaborou, como consultor, na implantação do Centro Cultural Cesgranrio, que desde 2013 concede um dos mais importantes prêmios teatrais do país. Em sua bagagem internacional estão a coordenação da mostra de cinema “It’s time for Brazil”, em Nova York, evento realizado pela Embratur; da mostra de filmes brasileiros nos festivais internacionais de Dresden e Leipzig, na Alemanha; e a realização da I Mostra Mercosul de Dança.

Vice-presidente

Ciro Pereira da Silva

Diretor Administrativo e Financeiro


Diretor da Escola Estadual de Dança Maria Olenewa

Helio Bejani

Assessoria Jurídica

Cristiane Lima e Guilherme Klausner 

Assessor da Presidência


Assessoria de Comunicação

Ricardo Rochfort
Arthur Tezolim
Van Ferreira

Auditor Interno

Marco Antonio de Araujo

Chefe do Centro de Documentação

Fátima Cristina Gonçalves

Presidência

Assessor da Presidência para Ópera

Marcos Menescal clique na seta para detalhes
Marcos Menescal

Marcos Menescal

Marcos Menescal iniciou seus estudos de piano aos 10 anos e de canto aos 16. Em 1981 ingressou no Coro do Teatro Municipal por concurso público. Sua estreia como solista se deu dois anos depois com a Sociedade dos Artistas Líricos Brasileiros, SALB, como Goro em “Madama Butterfly”, personagem que marcou a sua carreira, sendo o que mais vezes interpretou no palco. Estreou no Municipal em 1985 em “Tosca” (Spoletta). Nos anos seguintes deu continuidade às suas participações nas temporadas líricas atuando, principalmente, na categoria de tenor “caratterista”, em óperas como “Manon Lescaut”, “Madama Butterfly”, “Turandot”, “Il Tabarro”, “Gianni Schicchi”, “Andrea Chénier”, “La Traviata”, “Rigoletto”, “Nabucco”, “Carmen”, “Elektra”, “Salome”, “Ariadne auf Naxos”, entre tantas outras. Participou como convidado em outros teatros do Brasil. Fora do Teatro Municipal foi protagonista em óperas como “Il Barbiere di Siviglia”, “Così fan tutte”, “L’Italiana in Algeri”, “La Traviata”, “La Bohème”, “L’Elisir d’Amore”, “Anna Bolena”, “L’Amico Fritz”, etc. Em 2002 encerrou sua carreira de solista cantando “”Turandot” e “Madama Butterfly” no TMRJ e “Manon” em São Paulo. Graduado em canto pela UFRJ, foi professor substituto de Declamação Lírica e de História da Ópera na UFRJ e professor de Interpretação Cênica no Conservatório Brasileiro de Música, tendo ministrado cursos de extensão nas duas instituições. Permaneceu no Coro do Municipal até 2017 completando assim 36 anos de atividade. Em 2018 foi Assistente Artístico da Presidência e, desde o início de 2019 ocupa o cargo de Assessor da Presidência para Ópera.

Assessor de Música e Dança

 

Coordenadora de Projetos Especiais

Bruna de Carvalho

Auditoria Interna

João Eduardo L. de Araujo

Centro de Documentação

Joice Cristina Amorim de Oliveira, Deborah de Oliveira Lins de Barros, Igor Lucas Szpilman (Estagiário) e Maria Clara do Carmo Cunha (Estagiária)

Secretária da Presidência

Helene Nascimento
Vanessa da Silveira G. dos Santos

Assessoria de Imprensa

Camila Lamoglia – Chefe
Cláudia Tisato
Yasmim Ribeiro (estagiária)

Setor de Visita Guiada

Daniely Felipe
Diana Magalhães
Paula Scofano (estagiária)
Athur Ensenat (estagiário)
Ana Carolina Ribeiro (estagiária)


DIRETORIA ARTÍSTICA

Maestro Titular da Orquestra Sinfônica

Ira Levin  clique na seta para detalhes
Iran Levin

Ira Levin

Estudou com o lendário pianista Jorge Bolet no Instituto Curtis, mais tarde se tornando seu assistente. Também em Curtis estudou com Felix Galimir, Mischa Schneider e Mieczyslaw Horszowski, tocou com Leonard Bernstein e trabalhou por dois anos com Max Rudolf, um dos principais professores de regência do século XX, até ser contratado por Michael Gielen em 1985 para a Ópera de Frankfurt. Ocupou cargos como assistente de regência na Ópera de Frankfurt (1985-88), regente principal da Ópera de Bremen (1988-1996) e da Deutsche Oper am Rhein, Düsseldorf-Duisburg (1996-2002) e como maestro principal convidado da Ópera de Kassel (1994-1998). Foi diretor musical e diretor artístico do Teatro Municipal de São Paulo (2002-2005) e do Teatro Nacional em Brasília (2007-2010). Como maestro principal convidado do lendário Teatro Colon em Buenos Aires, de 2011 a 2015, realizou 12 grandes produções de ópera, incluindo as estréias americanas de Oedipe, de Enescu, e de Caligula, de Glanert, e muitos concertos sinfônicos. Já tocou com muitas orquestras e em casas de óperas em todo o mundo, incluindo a Ópera de Nova Iorque, o Grand Theatre Geneve, a Ópera de Dresden, Ópera de Leipzig, Ópera de Frankfurt, Ópera de Montpellier, Ópera Norske em Oslo, Ópera Norrlands em Umea, Cape Town Opera, Theatro Municipal do Rio de Janeiro, Theatro São Pedro em São Paulo, Ópera de Dublin, Sinfônica de Düsseldorf, Orquestra Sinfônica de Berlim, Orquestra Filarmônica de Duisburg, Orquestra Estatal de Hannover da Baixa Saxônia, Orquestra Bruckner em Linz, Badische Staatskapelle em Karlsruhe, Filarmônica de Bremen, Sinfônica Nacional de Taiwan, Orquestra Sinfônica Portuguesa de Lisboa, Orquestra Sinfônica do México, Filarmônica de Buenos Aires, Orquestra Sinfônica de São Paulo e todas as outras grandes orquestras do Brasil. As gravações de Ira Levin incluem dois CDs de obras do compositor americano Michael Colina com a Sinfônica de Londres e o Requiem de Colina com a Royal Scottish National Orchestra, todos no Fleur de Son e distribuídos por Naxos. A primeira gravação em estúdio da primeira edição, de 1899, da sexta sinfonia de Bruckner foi lançada no selo Lindoro. Sua gravação de obras de Reger com a Brandenburg State Symphony, incluindo sua orquestração das Variações e fuga sobre um tema de Bach opus 81, será lançada em breve pelo selo  Naxos. Suas mais de 40 publicações incluem várias transcrições para piano e cadências para concertos de Mozart, além de orquestrações para grande orquestra da monumental Fantasia Contrappuntistica de Busoni, Fantasia e Fuga sobre BACH de Liszt, do quinteto para piano de Franck, de cinco obras de Rachmaninoff, das Variações e fuga sobre um tema de Bach opus 81, de Reger, da Sonata para violino em si menor de Respighi e da Sonata para piano nº3 opus 5, de Brahms. Ira Levin foi o vencedor do primeiro prêmio da American National Chopin Competition em 1980. Ele continua a se apresentar em recitais e concertos, muitas vezes regendo do piano, incluindo obras de Bach, Mozart, Beethoven, bem como o segundo concerto de Brahms, que ele regeu e tocou pouco tempo após o cancelamento de um grande solista.

 

Diretor Artístico

André Heller-Lopes clique na seta para detalhes

André Heller-Lopes

André Heller-Lopes

O novo diretor artístico do Theatro Municipal também é um antigo conhecido da casa. André Heller-Lopes volta à função que exerceu em 2017, na qual firmou seu prestígio como um grande divulgador da ópera e de novos talentos no Brasil. Professor da UFRJ, PhD pelo Kings College London, André se especializou na Royal Opera House de Londres, na Ópera de São Francisco e no Metropolitan Opera de Nova York. Dirigiu óperas e concertos por todo o Brasil, 8 no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, Portugal, Estados Unidos, Áustria, Inglaterra, Polônia, Malásia, Alemanha, França, Argentina e Uruguai. Em 2013, a revista internacional “Opera”, do Reino Unido, dedicou um perfil de nove páginas ao seu trabalho. Dentre as produções que levaram sua assinatura encontram-se Salomé, Nabucco, A Valquiria, O Diário do Desaparecido, Savitri, Don Pasquale, Idomeneo (Theatro Municipal do Rio e CCBB-RJ), Die Walküre, Götterdämmerung, La Fille du Régiment, Falstaff, Samson et Dalila, Der Rosenkavalier, Adriana Lecouvreur e Andrea Chenier (Theatro Municipal de São Paulo, Teatro São Pedro e OSESP), Hansel e Gretel, Trouble in Tathiti, A Bela Adormecida e Nabucco (Lisboa); Tosca e Eugene Oneguin (Salzburgo); Manon Lescaut, Rigoletto, Jenufa e Don Pasquale (Buenos Aires;) Tristão e Isolda e Medea, em Manaus; Macbeth e Ariadne auf Naxos, em Montevidéu; Rigoletto e Lucia di Lammermoor (Belo Horizonte). No Rio de Janeiro, no Parque Lage, encenou ao ar livre e com entrada franca A Midsummer’s Night Dream – espetáculo patrocinado pelo prêmio internacional Britten 100 Award e pelo British Council – que acabou indicado para o Opera Awards de 2014, o “Oscar da ópera”.

Regente do Ballet

Hélio Bejani (interino desde 04/11/19)

Maestro Titular do Coro

Jésus Figueiredo   clique na seta para detalhes
Jésus Figueiredo

Jésus Figueiredo

Bacharel em Regência Orquestral, em Órgão de Tubos e Mestre em Acústica Musical pela Escola de Música da UFRJ, onde também foi Professor Substituto de Regência Orquestral. É Maestro Titular do Coro do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, onde trabalha desde 1999, atuando ainda com a Orquestra Sinfônica na preparação e regência de Concertos, Óperas e Balés.

 

Em 2010, ganhou o prêmio ‘Primeiro Lugar em Regência de Ópera’ na 4ª Edição do Concurso Nacional da Ópera de San Juan, na Argentina. Já regeu diversas orquestras no Brasil – como a de Câmara do Amazonas, Filarmônica do Ceará, Sinfônicas de Minas Gerais, de Barra Mansa, Sinfônica da UFRJ, Sinfônica Nacional da UFF, Sinfônica Brasileira, Sinfônica do Theatro Municipal do Rio de Janeiro – e na Argentina, como a Acadêmica do Teatro Colón de Buenos Aires, Universidade Nacional de Cuyos e a da Ópera de San Juan.

 

Como Maestro de Coro de Ópera, recebeu o Prêmio Sharp (1999) e o Prêmio APCA de melhor CD de Música Erudita (1998) pela gravação da ópera Colombo, de Carlos Gomes, realizada pela UFRJ. Assinou a regência e direção musical das óperas Orfeo de Monteverdi, O Chalaça de Francisco Mignone, O Elixir do Amor de Donizetti, Orfeo de Gluck, O Cientista de Silvio Barbato, e Rei Arthur de Henry Purcell, espetáculo este classificado pelo jornal O Globo como um dos dez melhores de 2008.

 

Tem se dedicado ainda à regência de balés e sob sua direção já dançaram a Cia Brasileira de Ballet, a Escola do Teatro Bolshoi do Brasil e o Ballet do Theatro Municipal do Rio – em títulos como Les Sylphides de Chopin, O Quebra-Nozes de Tchaikovsky, Coppélia de Leo Delibes e Don Quixote de Minkus –, além de ter preparado a Orquestra Sinfônica que acompanhou em 2011 e 2012 as temporadas cariocas respectivamente do Ballet Kirov de São Petersburgo (Rússia), com O Lago dos Cisnes, e do Ballet do Alla Scala de Milão (Itália), com Giselle.

 

Como organista, foi solista junto às Orquestras Sinfônica Brasileira, no concerto de abertura da temporada, e Sinfônica do Festival Internacional de Campos do Jordão, com a Sinfonia nº3 para órgão e orquestra de Saint-Säens, em concerto que lhe rendeu uma bolsa de estudos em Órgão de Tubos na Universidade de Iowa (EUA).

 

Em 2013, assumiu a Direção Musical do Coro da Associação de Canto Coral, que tem se mantido com grande destaque no cenário musical brasileiro desde sua fundação em 1941.

Chefe da Divisão de Ópera

Bruno Furlanetto

Chefe da Divisão de Dança

Manoel Francisco

Chefe da Divisão de Música

Antonella Pareschi

Assessora da Direção Artística

Cirlei de Hollanda

Pesquisa e Edição de Programas

Jayme Chaves

Arquivo Musical

Neder Nassaro (Chefe do Setor), Bruno de C. Reis (Encarregado), Asmi Ramos (Estagiário)

 

DIRETORIA OPERACIONAL

Diretora Operacional

Adriana Rio Doce

Produtores Operacionais

Cláudia Maria de Albuquerque Marques e Simone Lima

Coordenação de Produção

Izabel de Vilhena

Assistente de Produção

Margheritta Tostes

Assistente Administrativo – Produção

Arianne Felix


DIVISÃO TÉCNICA

Assistente de Coordenação Técnica

André Luiz Santana

Camareiras

Leila Melo (Chefe das camareiras), Cassia de Sousa, Joice Assis, Vera Matias

Contrarregra

Francisco Almeida

Coordenadores de Palco

Manoel dos Santos, Marcelo Gomes, Nilton Farias

Eletricistas

Dino Ramirez (Chefe), Noel Loretti (Encarregado), Cesar Rodrigues, Fabiano Brito, Igor Scoralick, Paulo Ignácio, Ricardo Brito, Rosimar Lima

Maquinistas

José de Santanna (Encarregado), Antônio Figueiredo, Antônio da Silva, Cesar Cley, Clementino Santos, Cristiano da Silva, Flavio Azevedo, Jorge Antunes, Mario Palheta, Roberto Celestino,
Severino Félix

Operador de Sistema WB

Wilson Junior (Encarregado) e Samuel Fernandes de Oliveira

Operador de som

Ricardo Santos

Operador de Luz

Daniel Ramos, Jairo Martins, Paulo Ornellas


CENTRAL TÉCNICA DE PRODUÇÕES



GAMBOA

Administração

Ericson Faria, Luís Carlos Santos, Mauro Dunham


INHAÚMA

Administração

Diego Antonio de Paula Silva

Adereço de Cena

Edson Silvério, Jonas Carvalho, Josias dos Santos

Adereço de Figurino

José Manuel N. Prôa (Encarregado), Marcia Cristina Machado, Rita de Cássia

Carpintaria

Francisco Gomes (Encarregado), Antônio de Jesus, Geraldo dos Santos

Cenografia

José Medeiros (Encarregado), Antônio Pinto, Claudemir de Souza, Elias dos Santos

Cortina e Estofamento

Nilson Guimarães

Guarda-Roupa

Sergio Pereira da Silva

Perucaria

Divina L. Suarez (Encarregada), Diva da Silveira

Serralheria e Manutenção

Eli D’avila (Encarregado)


DIRETORIA ADMINISTRATIVA FINANCEIRA

Diretoria

Sandra Varanda (Assessora), Kelly Krugger e Rayana Fontes 

Contabilidade Analítica

Gustavo Bispo da Silva (Chefe Contábil)

Divisão de Orçamento e Finanças

Angela da Costa (Chefe de Serviço), João Victor da Silva e Pedro Henrique (Estagiário)

Divisão de Material, Patrimônio e Serviços

Rosane Gomes (Chefe do Serviço de Patrimônio e Serviços), Celso de Azevedo, Clayton Azevedo, Jorge Cabral, Marcio Ferreira Angelo, Marcus Vinicius Mendes Azevedo, Maria Augusta Henrique Oliveira, Maria de Lourdes Baptista de Azevedo, Erica Nunes e Pablo Leonardo (Estagiário)

Divisão de Recursos Humanos

Tatiana Silva (Chefe da Divisão), Alex Machado (Chefe de Serviço), Solange Rocha (Chefe de Serviço), Priscila Castelo Branco, Yara Tito, Giovanna Trindade (Estagiária)

Divisão de Engenharia, Arquitetura e Manutenção

Chefe de Serviço de Arquitetura e Conservação Marisa Assumpção, Arquiteta Tânia Martins, Engenheiro Luiz Claudio Estevam, Museólogo Carlos Eduardo Cartaxo, Arquivista Meire Mescouto, Secretário Allan Victor Carvalho; Auxiliar Roberto Feliciano, Restaurador Alex Ribeiro, Encarregado da Brigada de Incêndio Ednaldo Menezes, Brigadas de IncêndioAlan Carvalho, Alexandre Costa,Flavio Ribeiro, Jefferson da Cruz e Jorge da Cruz, Operadores de RefrigeraçãoAécio de Oliveira e Claudio Correa, EletricistasAlberto da Silva, Alberto Souza, Alexandre Sousa, Jean da Silva,  João de Oliveira, Marcos Serafim e Tiago Dias, Auxiliar de eletricistaJordão Brazil, Bombeiros HidráulicosJoão Paulo Lourenço e Luiz Carlos Gonçalves, Auxiliares de CarpintariaLúcio Mauro Rufino e Antônio de Oliveira, Pintores: Luiz Carlos Sardinha e Max de Souza.

Divisão Administrativa Theatro Municipal

Neilton Serafim Ferreira (Chefe da Divisão), Francisco José Mota, Felipe Lemos

Setor de Informações

Giliana Sampaio e Silva, Isaulina Maria Correa, Ana Beatriz Pereira (Estagiária), Andrea Laavedra (Estagiária), Mariana de Paula (Estagiária), Rafeala Agda (Estagiária)

Bilheteria

Celso Luiz Telles (Chefe de Bilheteria), Ana Paula dos Santos (Supervisão de Bilheteria), Alan Paula, Janaina Anjos, Jaqueline Brandão, Jorge Luiz Braga

Portaria

Adilson dos Santos (Encarregado), Mario Torres e Zulena Gomes da Cunha

Setor de Recepção

Giuliano Coelho, Hallayane Sampaio, Jackson Pinheiro, Andre Gomes, João Wagner Pereira, Thomas Victor, Leandro Santos, Leonardo da Silva, Natacha de Freitas, Nicolas Rafik Rodrigues, Thiago de Carvalho, Paulo Couto, Pedro Oliveira, Rayane Araújo, Ronan Souza, Claudia Abreu, Robson de Mello, Wellington Aquino, Rafael Mazzini, Mariana de Queiroz (Estagiária), Fabiana Marques (Estagiária)